Japonês ou coreano?

23 08 2009

Há mais de uma década, os carros japoneses começaram a invadir o Brasil. Além da qualidade e confiabilidade oferecida por seus modelos, esses carros chegaram com bom pacote de equipamentos, garantia maior do que a média e baixo consumo. O tempo passou e os japoneses conquistaram novas fatias de nosso mercado e começaram ameaçar as tradicionais montadoras aqui estabelecidas há muito tempo.

Mas o mercado não estava totalmente modificado. Mais novidades estavam a caminho, e com a chegada do Tucson há alguns anos, ninguém podia imaginar o sucesso que o modelo koreano faria por aqui. O carro começou a vender muito bem e isso enconrajou a Hyundai a trazer novos modelos para o país e estabelecer um novo padrão de qualidade, conforto, durabilidade e garantia, jamais vistos no setor e que os japoneses não consegueriam ainda se equiparar.

Depois do sucesso da Hyundai, outra empresa está entrando forte em nosso mercado. Ela é a KIA, que já atuou por aqui há mais de uma década com modelos que não eram referência em nada e com certeza acabaram deixando marcas pelo caminho, impondo um desafio ainda maior para marca que retorna ao Brasil. Assim como a Hyundai, a KIA chega com produtos de ponta, garantia de cinco anos e muito mais.

Enquanto as tradicionais fabricantes nacionais patinam a cada lançamento, oferecendo releituras de modelos de mais de uma década, outras montadoras estão aproveitando o amadurecimento do mercado brasileiro para se estabelecer. Aqui fica a pergunta: Até quando a indústria nacional continuará assim?

Advertisements